#

Notre Dame: Incêndio consumiu dois terços da catedral

notre-dame

O incêndio de grandes proporções que destruiu parte da catedral de Notre Dame, em Paris, foi dado quase totalmente extinto na madrugada desta terça-feira. O fogo, que deflagrou na segunda-feira por volta das 18h50 (17h50 em Lisboa) consumiu dois terços do topo do edifício, mas, como disse o Presidente francês, “o pior foi evitado”. A torre central e o teto sucumbiram totalmente às chamas, que chegaram a ameaçar a torre norte. Mas as duas torres do edifício foram poupadas às chamas e a estrutura, o altar, a cruz de Cristo e as relíquias não terão sido destruídos. Os resultados da investigação preliminar dizem que o incêndio foi “acidental”. Emmanuel Macron anunciou obras de reconstrução.

Na manhã desta terça-feira, os bombeiros franceses confirmaram, através do Twitter, que “a estrutura da catedral foi salva e as principais obras de arte foram salvaguardadas, graças à ação combinada dos vários serviços do Estado”. “Depois de mais de nove horas de combate feroz, quase 400 bombeiros de Paris superaram o fogo aterrador. Dois polícias e um bombeiro ficaram ligeiramente feridos”, acrescentaram os bombeiros.

Durante a madrugada, o secretário de Estado do ministério do Interior francês Laurent Nuñez adiantou que para esta terça-feira estava prevista às 8h a primeira de uma série de reuniões contínuas para analisar os estragos e avaliar como é que a estrutura da catedral iria resistir. No encontro estarão presentes “especialistas e arquitetos” franceses que irão “tentar determinar se a estrutura [da catedral] está estável e se os bombeiros podem mover-se no interior para continuar a sua missão”, apontou o secretário de Estado, citado pelo Le Figaro.

Depois de os bombeiros terem dito que não havia a certeza de conseguirem impedir a propagação do fogo ainda esta noite [segunda-feira]” — e de Laurent Nunez ter admitido também que “salvar a Catedral de Notre Dame” não era “garantido” — o secretário de Estado do ministro do Interior anunciou depois que o fogo tinha diminuído em intensidade”: “Podemos pensar que a estrutura da Notre-Dame está a salvo, especialmente o norte do campanário, e preservada dentro da sua globalidade”.

Por volta das 3h00 os bombeiros começavam a respirar de alívio, anunciado que o fogo estava “parcialmente extinto”. “O fogo está completamente sob controlo. Há ainda incêndios residuais para extinguir”, avançou o tenente-coronel Gabriel Plus, porta-voz do Corpo de Bombeiros de Paris.

De acordo com Anna Hidalgo, presidente da câmara de Paris, há agora um grande buraco ao centro da nave principal da catedral, no telhado. Mas o altar está intacto. E a cruz de Cristo também, tanto que continua no mesmo local. Isso mesmo é comprovado pelas fotografias captadas no interior do edifício quando o presidente francês entrou na Catedral por breves momentos, já o fogo estava controlado.

De acordo com Anna Hidalgo, presidente da câmara de Paris, há agora um grande buraco ao centro da nave principal da catedral, no telhado. Mas o altar está intacto. E a cruz de Cristo também, tanto que continua no mesmo local. Isso mesmo é comprovado pelas fotografias captadas no interior do edifício quando o presidente francês entrou na Catedral por breves momentos, já o fogo estava controlado.

Pelo menos 16 estátuas e obras de arte foram poupadas das chamas por terem sido retirados para serem restauradas. E, segundo o reitor da catedral de Notre-Dame de Paris, o fragmento da coroa de espinhos com a qual Cristo terá sido coroado pelos soldados romanos e a túnica de Saint-Louis estão a salvo. Mas as três janelas de rosáceas medievais de Notre Dame –ocidental (do ano 1225), a norte (1250) e a sul (1250) — terão explodido por causa do calor intenso, afirma o The Guardian citando “relatos não confirmados”.

O incêndio foi controlado pelos 500 bombeiros às 21h50 de Lisboa, quatro horas depois de terem sido chamados ao local. O fogo consumiu o topo da catedral, que é um dos monumento mais visitados da Europa. De acordo com o porta-voz da catedral, “toda a estrutura” do edifício esteve “debaixo de chamas”: “Tudo está a arder. A estrutura, que data do século XIX de um lado e do XIII do outro, não sobrará nada. Temos que ver se a abóbada, que protege a catedral, sairá intacta ou não”, disse o porta-voz. Mas uma grande parte conseguiu ser salva.

A Île de la Cité foi evacuada por decisão do gabinete de crise montado no edifício da Câmara Municipal logo após o incêndio. Todos os habitantes estão a passar a noite em Blancs Manteaux, na rua Vieille du Temple, em camas cedidas por assistentes sociais. Os turistas também foram retirados para outras zonas de Paris. Todos receberam a visita da presidente da Câmara.

Uma investigação foi aberta para determinar as causas do incêndio, confirmou ao Le Fígaro a procuradoria de Paris, que em resultados preliminares concluiu que o fogo deflagrou “acidentalmente”. A UNESCO já prometeu ajudar nas obras de reconstrução do edifício. E a Fundação do Património vai lançar na terça-feira uma “coleta nacional” para a reconstrução da Notre-Dame de Paris:”Esta coleta estará disponível na terça-feira, 16 de abril, a partir do meio-dia” no site da fundação.

Back to top