#

Ryanair declara ‘irreversível’ fechamento de bases em Canárias

02 de Setembro de 2019 2:07pm
Redação Caribbean News Digital Portugues
Ryanair

A companhia irlandesa Ryanair afirmou que é irreversível a decisão adoptada de fechar as bases das Palmas, Tenerife Sul e Lanzarote, apelando aos sindicatos a que desconvoquen as greves previstas para este mês de setembro. 

Ryanair tem recordado que o atraso na entrega dos aviões B737 Max, devido a dois acidentes fatais com aeronaves deste modelo de Boeing, forçou o fechamento de algumas bases deficitárias durante a temporada de Inverno e a redução do número de aviões em outras bases, tanto em Espanha como em outros mercados’.  

Bases como as de Canárias ‘geram grandes perdas durante a temporada de Inverno’ e, como quase todo o tráfico dessas rotas tem origem fora de Espanha, podem ser operadas ‘por outros aviões baseados em outros países da União Europeia sem os custos elevados e a ineficiencia resultante de basear aviões e tripulações’ no archipiélago de Canárias, entre os meses de novembro e março.

Ryanair, que além das bases das Palmas, Tenerife Sul e Lanzarote, também confirmou o fechamento da base de Gerona, apela aos sindicatos dos tripulantes de cabine USO e Sitcpla e ao sindicato dos pilotos Sepla a que desconvoquen as citadas ‘greves sem sentido’.

Back to top