#

TAP anuncia nueva operación entre Lisboa y Maceió (AL)

21 de Novembro de 2019 9:20pm
Redação Caribbean News Digital Portugues
TAP-air-portuagl

TAP Air Portugal anunciou a nova operação que ligará a capital portuguesa Lisboa à Maceió, em Alagoas. A nova rota, operada por uma A321LR (long range), capaz de transportar 171 passageiros – 113 na classe Econômica, 42 na Econômica Extra e 16 na Executiva –, está prevista para começar em junho de 2020. As vendas serão iniciadas no próximo dia 25 de novembro.

A assinatura do novo acordo entre a TAP e o Governo do Estado de Alagoas foi registrada durante o evento, que contou com a presença de Antonoaldo Neves, presidente da TAP, e Renan Filho, governador de Alagoas. Além disso, esteve presente, também, Rafael Brito, secretário de Turismo de Alagoas, que aproveitou o momento para reforçar porque o destino merece ter essa nova conexão com a Europa.

“Este é um tipo de acordo que há muito tempo esperávamos, nos conectando ao continente mais desenvolvido do mundo. Hoje, Alagoas vive um novo momento. Será uma satisfação receber cada um de vocês, onde vocês quiserem, quando quiserem. Poderão ver que trata-se de um estado que conta com segurança e infraestrutura. Chegou a hora desse a acordo e não tinha parceria melhor”, declara o secretário.

O voo leva cerca de 7h33, conectando Lisboa diretamente ao Maceió, tanto dando opção de conexões com o Brasil e com países vizinhos quanto com outros países europeus, já que a TAP oferece voos para todos os países do continente. Esta é a 11º rota a ser operada no Brasil e é possibilitada pela chegada da aeronave A321LR, projetado há quatro anos e que conta com espaçamento entre as poltronas similar ao A330Neo. Nela, os passageiros poderão, por exemplo, estar conectados na internet sem fio durante toda a rota.

A princípio, serão três frequências semanais. De Lisboa à Maceió, os voos acontecerão às quartas, sexta e domingos. Os horários ainda não estão definidos e devem ser anunciados em breve com o início das vendas. No entanto, a ideia inicial é que os voos saiam a tarde de Portugal e cheguem no período noturno no Brasil e que, logo em seguida, retorne à Lisboa. “Este é o primeiro anúncio de voo regular na história do turismo. Só tínhamos operações charters”, comemora Brito.

Durante reunião com representantes da companhia e presença seleta da mídia brasileira e local, o secretário reforçou os principais atrativos de Alagoas, destacando, por exemplo, que demais cidades do estado estão próximos à capital alagoana e possibilita que os turistas conheçam melhor o que o destino tem a oferecer. Segundo ele, trata-se do momento de maior investimento estadual, tanto nacional quanto internacional.

“Temos a rede hoteleira mais nova. Digo isso, porque o estado criou um benefício fiscal e incentivou a chegada de novos meios de hospedagens e o retrofit de alguns mais antigos, o que fez a gente ampliar um número de acomodações. Além disso, temos lindas praias, que estão sempre ranqueadas entre as mais bonitas; baixo custo; destino versátil; e segurança pública, com trio de policiais em vários pontos da cidade. Podemos dizer com toda certeza que temos a orla mais segura do Brasil”, destaca.

De acordo com o governador de Alagoas, algumas ree

struturações foram essenciais para chegar na conquista desse acordo. “Uma delas é a concessão do aeroporto, que antes era da Infraero e agora pertence à Aena Desarrollo. Essa privatização facilita a aquisição de novos voos. Além disso, apostamos em infraestrutura, com melhores rodovias e redução da violência, que, aliados às belezas naturais e um povo acolhedor, vai resultar na conquista de novos visitantes”, ressalta o executivo.

Filho ainda declara que esta é uma oportunidade ainda mais incisiva de se aproximar ao mercado internacional, que, segundo ele, ainda é pequeno, não só no estado, mas em todo o País. “Estamos trabalhando para crescer e temos potencial para isso. É necessário trabalhar no turismo doméstico e abrir as portas para os turistas internacionais”, avalia.

Já se é pensado em tornar a rota diária, contudo, isso dependerá exclusivamente do desempenho observado após o início de suas operações. Quanto a um possível stopover, Mario de Carvalho, diretor da TAP para a América do Sul, já afirma: “ainda não”.

Aroldo Schultz, presidente da Schultz, operadora responsável pela viagem à Lisboa em parceria com a TAP, já afirma que os planos para Maceió serão colocados em prática. “Trabalharemos os small groups no destino brasileiro”, adianta.

Ponte: BrasilTuris

Back to top