#

Abre suas portas a XXXVII Feira Internacional de Havana

04 de Novembro de 2019 10:00am
Redação Caribbean News Digital Portugues
fihav-2019

Com a participação de empresários e delegações de mais de 50 países, mesmo como umas 360 firmas cubanas, a 37 Feira Internacional de Havana (Fihav) abrirá suas portas.

A realização en Havana de Fihav 2019 constitui uma mostra da confiança de empresários e investidores estrangeiros em Cuba.

A comemorar-se de quatro a oito de novembro no recinto de Expocuba, a cita tem como fundo as recentes medidas adotadas por Estados Unidos para tentar isolar e asfixiar economicamente a este país.

Daí que os assistentes tenham em conta o planejamento económico da ilha e suas potencialidades, embora dos problemas financeiros e comerciais.

Nesse senso, o ministro cubano de Economia e Planejamento, Alejandro Gil, notificou a carteira de planos de relevância para quem assiste a Fihav agora. Ele argumentou que o momento é marcado pelo recrudescimento do bloqueio imposto por Estados Unidos, que atenta com os planos de desenvolvimento nacional.

Em 2018 o crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) em Cuba, a preços constantes, foi 2,2 % superior a 1,2 % estimado em dezembro desse ano.

Em matéria de exportações, Cuba cumpriu a 104 por cento seu plano no primeiro semestre de 2019 e a produção de petróleo em 2,5 por cento (39 mil 200 toneladas demais), ainda a cifra não cobre as necessidades nacionais.

Sobre cumpriram-se as exportações de serviços médicos, tabaco, rum, lagosta, sumos concentrados, frutas frescas, carvão, entre outros produtos.

Mas não se alcançaram os níveis previstos em turismo, devido às novas medidas de Washington como a proibição de viagens de cruzeiros, e as vendas de níquel, devido ao baixo preço do metal.

Estes são só alguns dados que justificam o interesse dos participantes en Fihav, procedentes de todas as partes do mundo, sobre tudo para se aproximar a negócios que sejam favoráveis entre as partes.

 

Back to top