#

Brasil volta à Borsa Internazionale del Turismo Bit de Milão

12 de Fevereiro de 2020 3:07pm
Redação Caribbean News Digital Portugues
Brasil-no-mercado-italiano

Depois de seis anos, a Embratur volta à Borsa Internazionale del Turismo (BIT), em Milão. A feira, que aconteceu entre os dias 9 e 11 de fevereiro, é a principal do calendário turístico do norte da Itália. Para o diretor-presidente da Agência de Promoção Internacional do Turismo Brasil, Gilson Machado Neto, “é a primeira grande oportunidade do ano de aproximação com o trade italiano, que carece de uma atuação mais próxima da própria Embratur, para estabelecer parcerias e ações de mercado”. Gilson Machado se reuniu, nesta segunda-feira (11), com diretores da BIT, representantes de companhia aérea e de destinos turísticos internacionais, além de conceder entrevista à imprensa italiana.

Durante encontro com diretores da feira, o diretor-presidente da Embratur apresentou ações de divulgação do Brasil na Itália, em especial na cidade de Milão. O público do evento contou com a presença de representantes do trade brasileiro, como Bahia, Foz do Iguaçu e Fortaleza, que disponibilizaram informações sobre os destinos e atrativos turísticos das regiões.

“Para o próximo ano, a ideia é que voltemos com um estande maior e a nossa atuação também será com a nova imagem do Brasil, devido às ações propostas e implementadas pelo presidente Jair Bolsonaro. O governo brasileiro está empenhado em colocar o turismo como protagonista da recuperação econômica do país. A isenção de vistos e a abertura para companhias aéreas operarem no país estão surtindo efeito e já há registro de aumento de turistas que visitam o Brasil”, informou Gilson Machado Neto.

O presidente da Embratur também se reuniu com a Air Europa. Os representantes da companhia aérea disseram que estão trabalhando para abertura de novos voos para o Brasil, em especial, Rio de Janeiro. Eles aguardam, ainda, a concretização das negociações com a Iberia.

Em três dias, a feira reuniu mais de 40 mil visitantes, 1.300 expositores, 100 destinos e 1.900 jornalistas.

Troca de experiência – O Brasil, representado pela Embratur na feira, também aproveitou a oportunidade para trocar informações com o México, país que tem apresentado crescimento no fluxo turístico internacional. Os mexicanos destacaram Cancun, que este ano completa 50 anos, e que recebe 18 milhões de turistas por ano, sendo que 50% são americanos. Eles apresentaram ações de promoção do país e convidaram o diretor-presidente Gilson Machado Neto para participação e apresentação de palestra em uma conferência de turismo que será realizada em setembro deste ano. O evento, que deverá ser no Panamá, contará com 500 agências de viagem.

Atendimento à imprensa – Gilson Machado Neto concedeu, ainda, entrevista para a imprensa italiana especializada. O diretor-presidente da Embratur destacou o Brasil e seus destinos turísticos, principalmente os de preferência do turista italiano, que é o de Sol e Praia. Além disso, ele falou das práticas de Ecoturismo, Turismo de Aventura, a prática de esportes nas praias brasileiras, como o kitesurf, e atrações como os festivais de rodeios no Brasil.   

“Nossa rede hoteleira, com mais de 43 mil meios de hospedagem; nossa gastronomia, que abrange, inclusive a italiana, e nossas belezas naturais são grandes atrativos para o turista da Itália, país que é o oitavo que mais envia viajantes para o Brasil e o terceiro entre os europeus. Hoje, recebemos mais de 175 mil italianos em destinos e atrativos turísticos brasileiros. Com a nova atuação da Embratur, principalmente com o desejo de abertura do escritório de representação do Brasil na Europa, novos voos e maior aproximação com o mercado, pretendemos aumentar o fluxo de italianos no nosso país”, disse o presidente na entrevista. 

Fonte: Embratur

Back to top