#

O mercado europeu cresce de um modo interessante no México

27 de Janeiro de 2019 1:29pm
editor
mexico-fitur

Embora o número de chegadas internacionais para o México mostra uma grande dependência do mercado de E.U.A. e Canadá, com 60 por cento e 10 por cento dos turistas. A Europa tem crescido de um modo interessante: “O Reino Unido representa 9,6%, Alemanha 7,9%, França 6,3%, Itália 5,4% e Espanha 4 %", informou o secretário de Turismo de México, Miguel Torruco, em entrevista com El Mundo no âmbito de Fitur.   

Em troca, o titular de Sectur (a Secretaria de Turismo) fiz um sinal para aumentar o turismo espanhol. “Há muito investimento e nós esperamos há mais. As 15 cadeias de hotel espanholas representam mais de 33 000 quartos de hotel em todo o país e nós continuaremos convidando o investidor espanhol perceber as novas áreas de oportunidade” o destacou.   

Torruco também realçou que, "em 2018 México capturou 41.553.000 turistas internacionais, 5,8% mais que o ano prévio, com uma contribuição de 22.440 milhões de dólares. 80% do total de turistas que visitam o México concentram-se em cinco destinos: Cancun, Cidade do México, Praia do Carmen, Os Cabos e Porto Vallarta."   

Mais tarde, o funcionário sublinhou que começou uma nova fase na promoção turística de México, pelo trabalho e a colaboração combinada entre seu governo e a iniciativa privada. Ao inaugurar o Pavilhão de México em Fitur, ele somou que este propósito se realiza também com o apoio das embaixadas e consulados a nível internacional, para continuar o posicionamento de México como um destino de classe mundial.   

Em uma declaração oficial da própria Sectur, o Torruco Marquês enfatizou que é necessário continuar com a promoção e difusão da atividade turística como ferramenta fundamental para manter o posicionamento de México antes do mercado internacional, enquanto reconhecendo uma realidade turística complexa e multidimensional, como também uma competição forte.   

O Torruco Marquês expôs que as novas estratégias de promoção em assunto turístico serão: o uso da Plataforma Digital (Big Data); a participação nas feiras internacionais principais; os programas “Operação Batida em Portas" e "Reencontro com minhas raízes"; e o uso da capacidade institucional para a promoção e difusão.   

As linhas de ação para continuar em matéria como promoção e difusão são: estabelecer um diretório de operadores de turismo e investidores para países; um canal com informação relevante do setor; e as missões turísticas no estrangeiro serão unidas com a consolidação de uma agenda para a geração de círculos de negócio.   

O Pavilhão de México no Fitur tem uma superfície de 877 metros quadrados, foi instalado com 100 cabinas de forma que os expositores realizem suas reuniões de negócio e que tem um espaço privilegiado no Pavilhão de As Américas no recinto no qual se realiza a feira.   

Também, tem uma área para promover o Tianguis Turístico de México, “Acapulco 2019" e outro para o qual é considerado o projeto de infraestrutura mais importante do Governo do México: o "Trem de ferro maia". Este último conta com um quarto interativo com ativação de realidade virtual. Também, o Pavilhão de México inclui uma área de degustação para amostras gastronômicas.   

Os estados que têm alguma cabina no Pavilhão de México são: Chihuahua, Jalisco, Nuevo León, San Luis Potosí, Oaxaca, Baja Califórnia, Sonora, Guanajuato, Sinaloa, Campeche, Michoacán, Estado de México, Querétaro, Durango, Zacatecas, Puebla e Iucatã. Também, os destinos de Puerto Morelos, Ixtapa Zihuatanejo, Riviera Nayarit, Los Cabos, Acapulco, Quintana Roo e Cidade do México.   

A 39ª edição de Fitur que acontece dos 23 para 27 de janeiro nos pavilhões de Ifema de Madrid, espera ultrapassar os 251.000 assistentes, entre esses que foram incluídos a os mais que 140.000 profissionais do setor que assistiram no ano passado, com um total de 886 expositores, 8.3% mais que em 2018, e um total de 10.487 companhias de 165 países, como revelou REPORTUR.mx.    

O país designado o sócio Fitur este ano é a República Dominicana que terá a terça representação maior, depois do México e Portugal. A organização realizará encontros "B2B" de forma que as empresas intensifiquem os contatos e trocas comerciais. Em resumo, é esperado realizar 7.000 encontros durante a semana.   

Back to top