#

STR: resiliente, hotelaria americana avança em novembro

23 de Dezembro de 2019 4:30pm
Redação Caribbean News Digital Portugues
hotelaria-san-francisco

Apesar da desaceleração na atividade em outubro, a hotelaria americana mostrou força em novembro. A chegada do frio no país marcou também a retomada do crescimento nos três indicadores analisados pela STR. Destaque positivo para San Francisco, que teve o melhor desempenho no mercado dos EUA. 

Apesar da performance positiva, a STR não volta atrás em relação aos prognósticos para a hotelaria americana. Para a empresa, os números mostram que os patamares de crescimento serão mais baixos daqui para frente. “Foi o primeiro mês desde julho com alta nos três principais indicadores”, observa Jan Freitag, vice-presidente sênior de Lodging Insights da STR.

Freitag acrescenta que os níveis absolutos nos três indicadores medidos foram recordes para novembro. No entanto, ele destaca que o crescimento geral ficou abaixo da média nos últimos meses. “Estamos projetando aumentos de RevPAR inferiores a 1% em 2019 e 2020”, comenta. “Serão as taxas de expansão mais baixas desde a recessão, em 2008. Ainda assim, qualquer crescimento ainda é positivo”, completa.

STR: análise regional

Analistas da consultoria americana destacam que 15 dos 25 mercados analisados tiveram variação positiva no RevPar. Destaque para San Francisco (Califórnia), com alta de dois dígitos. A cidade californiana teve alta de 21,5% (para US$ 203,61) no indicador, puxado pela expansão de 14,2% (para US$ 259,80) na diária média. Já a ocupação avançou 6,3%, para 78,4%.

Na direção inversa, Boston (Massachusetts) apresentou queda nos três indicadores medidos. O RevPar recuou 16,8% (para US$ 127,33), influenciado pela redução de 10,5% (para 69,4%) na ocupação. Já Nova York, que tem o maior pipeline do país, teve a segundo maior variação negativa na diária média, que cedeu 6,1% (para US$ 267,94).

Fonte: HotelierNews

Back to top