#

OMT chama a uma maior cooperação entre os setores do transporte e do turismo

05 de Dezembro de 2019 1:40pm
Redação Caribbean News Digital Portugues
cop25-madrid

As emissões de CO2 do setor turístico correspondentes ao transporte continuam a ser um desafio importante e exigem que o turismo e o transporte trabalhem juntos para afiançar o seu compromisso de acelerar o processo de descarbonização e a execução de um cenário altamente ambicioso.

Neste contexto foi apresentado o relatório As emissões de CO2 do setor turístico correspondentes ao transporte, em um evento oficial durante a Cimeira sobre o Clima das Nações Unidas (COP25) celebrada em Madrid.

Na apresentação do relatório, o diretor executivo da OMT, Manuel Butler, afirmou: «Este amplo estudo analisa o impacto ambiental dos diferentes modos de transporte no âmbito do turismo. Agora corresponde ao setor turístico, e especialmente aos responsáveis públicos em matéria de turismo, utilizar com eficiência os dados e garantir que o setor tenha um papel protagonista nos planos para enfrentar a emergência climática».

Por sua vez, Ovais Sarmad, secretário executivo adjunto da Convenção Marco das Nações Unidas sobre a Mudança Climática (CMNUCC), destacou a necessidade de incrementar os esforços com vista ao que chamamos um «cenário altamente ambicioso»:

«Embora o turismo menciona-se em numerosas contribuições a nível nacional como uma grande preocupação, ainda não foi feito o suficiente. O programa de turismo sustentável de “Um planeta” é um mecanismo vital que já está em marcha e que aspira a promover o turismo sustentável em todo mundo».

Entre as conclusões do estudo, destacam-se:

No atual cenário de ambições, as emissões de CO2 do setor turístico correspondentes ao transporte poderiam aumentar, segundo as previsões, de 1.597 milhões de toneladas a 1.998 milhões de toneladas entre 2016 e 2030, o que representa um incremento do 25 %.

Durante o mesmo período, espera-se que as chegadas internacionais e internas passem de 20.000 milhões a 37.000 milhões, impulsionadas principalmente pelas chegadas do turismo interno (que passarão de 18.800 milhões a 35.600 milhões), seguidas das chegadas internacionais (que aumentarão de 1.200 milhões a 1.800 milhões).

As emissões do setor turístico correspondentes ao transporte representaram o 5 % do total das emissões antropogênicas em 2016 e aumentarão até constituir o 5,3 % em 2030.

Em conjunto, as emissões do setor turístico correspondentes ao transporte representaram o 22 % do total das emissões do transporte em 2016 e seguirão praticamente igual em 2030 (21%).

Back to top