#

Sete pratos essenciais da comida brasileira

09 de Janeiro de 2020 3:05pm
Redação Caribbean News Digital Portugues
brasil-gastronomia

Os dias de carnaval estão se aproximando e o Brasil está se preparando para receber o visitante.

Muito rica e variada, a culinária brasileira surgiu de uma mistura dos continentes da Europa, África e América.

A seguir, propõe-se uma viagem por sete pratos essenciais de uma gastronomia intimamente ligada à natureza.

A comida, como os brasileiros, é cheia de generosidade e bom humor.

A feijoada

A-feijoada

O prato nacional por excelência: a feijoada, estrela indiscutível de uma refeição em família e também um bom brunch de domingo. O ingrediente essencial da feijoada, como o nome indica, é o feijão. Mas essa espécie de fabada brasileira - respeitando as diferenças - também possui outros ingredientes: repolho picado, farofa crocante (farinha de mandioca ou mandioca frita), fatias de laranja, arroz e carne de porco; embora a feijoada vegetariana esteja começando a aparecer no cardápio de alguns restaurantes do Rio.

Bobó de camarão

Bobó-de-camarão

O bobo do camarão é da culinária baiana, com influências particularmente claras da África Ocidental.

O primeiro prazer que esse prato traz é sua bela pronúncia quando é dita em português. O segundo é contemplá-lo, com sua bela cor alaranjada, produto da combinação de vermelho (tomate, pimentão), leite de coco, mandioca e camarão, aos que são adicionados infinitos temperos interessantes (coentro, limão, pimentos...).

A Coxinha

A-Coxinha

Escolhemos a coxinha para falar sobre o prazer diário dos salgados, alguns pequenos lanches encontrados em todos os lugares nos lanchonetes (restaurantes informais) ou botecos (bares) do Brasil. Mas também poderíamos ter falado sobre empadas (mini empanadas), pastas (pastéis) ou acajaré (bolinhos de feijão), outras apostas seguras de fast food auriverde.

A moqueca de peixe

A-moqueca-de-peixe

A moqueca de peixe é o prato principal da culinária da Bahía.

Uma camada de tomate, outra de cebola, outra de filé de peixe branco; tudo coberto com leite de coco e deixe ferver antes de adicionar as ervas e dar o toque final: uma colherada de óleo de dendê, óleo de palma vermelha, ingrediente indispensável na culinária baiana. E se você não é muito de peixe, não há problema, a moqueca também está disponível em camarão, frango, ovo, etc.

O pão de queijo

O-pão-de-queijo

É um verdadeiro mistério, porque depois de experimentar este lanche crocante em forma de rosquinha, feito com farinha de mandioca, ovo e queijo de vaca, você não pode evitar ficar obcecado com a próxima mordida. Isso é totalmente irresitível.

O Açaí na tigela

O-Açaí-na-tigela

Tem a cor do chocolate e tem gosto (um pouco) de chocolate, mas não é chocolate. E, além disso, é muito mais saudável. O Açaí é um fruto de uma palmeira que cresce na Amazônia.

Com um pouco de muesli, algumas fatias de banana e uma colher de mel, você obtém o açaí na tigela (que significa literalmente “açaí em uma panela”), um pequeno lanche que nutre, refresca e também é cheio de antioxidantes.

A Caipirinha

A-Caipirinha

Era impossível rever os sabores brasileiros sem mencionar a imprescindível caipirinha. Cachaça, açúcar de cana, limão e gelo picado: é o básico, mas nos bares e clubes do Rio, São Paulo, Salvador ou Recife, o coquetel de estrelas do Brasil tem variações quase infinitas.

 

Back to top