#

ITB Berlim, cenário ideal para que Quito Turismo defenda seu potencial

08 de Março de 2019 10:37am
Redação Caribbean News Digital Portugues
dennis-swanberg-quito-turismo

No contexto da feira de turismo ITB Berlim que tem lugar nessa cidade alemã até o próximo domingo 10, nós pudemos conversar com o Dennis Swanberg, diretor de marketing de Quito, que descreve o mercado alemão como um dos mercados prioritários e mais fortes dentro da Europa.

“Nós estamos com Reino Unido e Espanha e ultimamente à França, Holanda e Alemanha que é bastante forte, pelo que é uma oportunidade para fechar negócios”, assegurou o Swanberg.

Ele também acresceu que nestes momentos Equador se encontra mais focado no segmento lazer, sem deixar destacar que para a seleção de um mercado sempre é considerado o tema conectividade, “pelo que nós estamos recentemente com Holanda, com quem nós temos conectividade direta e abrimos uma nova rota de França que passa também para ser um mercado prioritário”.

Sobre o tema de se abrirão novas rotas de Europa para seu país, a resposta foi sim, porque “nós estamos encerrando algumas rotas com Espanha, logo de uma reunião em FITUR com Plus Ultra e se têm boas perspectivas nesse respeito”.

Outros tópicos como a acessibilidade turística dentro do setor MICE, a importância que isso tem e as vias digitais desenvolvidas nesse senso também destacaram durante a conversa com o funcionário equatoriano, que informou sobre a plataforma digital que dispõe seu país.

“Nessa plataforma nós temos toda a informação referente ao segmento MICE, mesmo na pagina web como na aplicação nós anunciamos todo o que temos disponível em Quito como destino”.

“Nós podermos promover em forma digital é de grande apoio, pelo que nós desenvolveremos esses suportes digitais também em outros idiomas e não só espanhol e inglês, como até agora”.

O diretivo de Quito Turismo se referiu no outro momento da conversação a que Estados Unidos são o principal mercado para Equador pela cercania entre ambos os países. Um voo Quito- Miami dura quatro horas, “é muito breve para nós”.

Então “nós seguimos promovendo da mesma maneira, como o temos feito sempre, cada destino, cada país tem sua porcentagem que lhe investimos; em Estados Unidos nós seguimos basicamente com o mesmo investimento e tentando ter maior alcance”.

Para este ano seu ministério é focado na parte digital, na promoção através dela, porque tem maior alcance e menor custo, sem descuidar a participação em eventos e feiras.

Swanberg concluiu sublinhando que durante este ano, ademais de reforçar a conectividade para os destinos já existentes, eles trabalharão o tema com a França e aí “há uma nova feira na que estaremos presentes, e que pudesse ser relevante para os próximos anos”.

 

 

Back to top