Fabio Lazzerini: o termalismo está esquentando no Brasil

26 de Junho de 2019 3:35pm
Redação Caribbean News Digital Portugues
Fabio-Lazzerini

Em seguida, Caribbean News Digital reproduz uma entrevista feita pela Argentina Termal ao Geólogo, Fábio Lazzerini, no âmbito do Festival de Turismo das Cataratas 2019.

Geol. Fabio Lazzerini, pós-doc *; é Consultor em Fatores Terapêuticos Naturais para SPA, medicina hidrológica e tradicional, turismo de saúde e bem-estar. Presidente da ALATh Associação Latinoamericana de Termalismo, delegado de Termatalia no Brasil entre outros cargos de nível internacional.
 

AT: Participar de um evento de turismo como o Festival das Cataratas, com que grau de expectativa se participa?
Este evento do FIT CATARATAS anual de local fixo tornou-se um dos pontos de encontro mais atraentes dos principais “players” do mercado turístico do MERCOSUL. E acredito que atender e suplantar o grau de expectativa dos participantes, é a motivação resultante de sua evolução observada.

AT: Nesta ocasião que estão promovendo?
São promovidas as instalações mais modernas dos destinos, novidades em logística, produtos e comodidades de turismo local, regional, nacional e internacional. Além de promover o encontro de conhecimentos, especialistas e atores desse mercado; esta versão do evento foi novamente atendida pelo segmento de Turismo de Saúde e Bem-Estar, a seção especial de Turismo Religioso e a evidência de apoio a políticas públicas para o turismo de natureza.

AT: O termalismo no Brasil pode ser considerado em pleno andamento?
Considerando o Termalismo, dissociado da abordagem medicinal, e como uma atividade econômica relacionada ao lazer, bem estar ou turismo de saúde e SPA; sim, o mercado está aquecido, apesar da atual dificuldade macroeconômica no MERCOSUL. No entanto, em quase todos os balneários / SPA (balneários-estâncias) geridos pelas autoridades públicas (principalmente no sudeste e nordeste do país), as situações de exploração, infraestrutura, preservação e planejamento social; eles estão em situações bastante desfavoráveis.

AT: Pessoalmente, qual foi o equilíbrio obtido depois de ter organizado um evento em que o Termalismo foi o protagonista?
Pessoalmente, o desenvolvimento, promoção e destaque para a região e para este acompanhamento é muito claro; depois de um evento internacional de termalismo em Foz do Iguaçu (mesmo de curto prazo). Além do rico dom natural regional (Cataratas do Iguaçu, Aqüífero Guarani, Bacia hidrográfica do Paraná, Lago de Itaipu), a vocação em turismo e bons IDH; pode-se dizer que este segmento foi uma parte importante do inventário para a atratividade regional na maneira notável também no nacional.

AT: Pelo que se vê eles estão representando o estado do Paraná! Como o privado se articula com o estado?
A presença em stands de três estâncias termais como importante segmento, em conjunto com a Secretaria de Turismo e Meio Ambiente do Estado do Paraná é outra evidência dos benefícios promocionais do termalismo; além desse Estado está se destacando em relação aos demais estados brasileiros na busca do termalismo. O Paraná tem a menor quantidade de termas estatais, sendo em sua grande maioria privados. Assim, o apoio do governo em empreendimentos privados de sucesso é de fundamental importância neste momento, para o fortalecimento em longo prazo do setor de turismo como um todo. O que pode fortalecer ainda mais essa região como o grande destaque do Destino Térmal do MERCOSUL.

AT: Itaipulândia já está posicionada como destino a considerar para o turismo regional?
A pequena, pitoresca e tranquila cidade de Itaipulândia (PR / BRA) representa hoje o segundo destino mais importante da região do Lago de Itaipú (Lindeiros), depois de destino internacional Foz do Iguaçu. Este é o workshop da ALATh (Associação Latino-Americana de Termalismo) / OMTh (World Hydrothermal Organization). Buscando o reconhecimento como a primeira estância hidroclimática estado do Paraná, destino de verão e inverno do MERCOSUL (Suíça de Paraná, devido à boa qualidade de vida e ambiente saudável na região Blue Health e Lake Wellness Tourism).
Neste contexto, Itaipulândia possui e está desenvolvendo a capacidade de atracção de geotermalismo (ITAIPULAND / CATARATAS hot spring SPA,
health & golf resort , com SPA Vertical e Oasis Thermal), praia de água doce (Costa Oeste Paranaense – blue health & lake wellness tourism), recreação em parque aquático (Itaipuland Hot Park - o maior do Sul e o primeiro SPA gratuito do Brasil), gigantesco lago com água limpa e navegável.
Possui água geotérmica a 42 ºC e água termal a 36 ºC, além de diversos sais minerais potencialmente bioativos medicinais; onde a "eau thermale CATARATAS" é utilizada como matéria-prima na primeira linha dermocosmética do Brasil o eau thermale CATARATAS, que também é usada para o suprimento térmico natural da região, técnicas para preservar os bioativos originais e fomentar outras atividades turísticas correlatas. Eles também são excelentes lembranças e atrações para o inovador plano de turismo compartilhado do “Royal Thermale”.

AT: O turismo religioso faz parte do roteiro de promoção?
Sim, o Turismo Religioso é um dos segmentos turísticos de maior potencial, que vem se desenvolvendo na região. Através de suas naturezas, histórias (Missões), diversidade (guarani, mulçumana) e infraestruturas facilitadas. A projeção e criação de rotas (itinerários, rotas de peregrinação), como a Rota da Fé do Lago de Itaipu, para a qual o município de Itaipulândia é o Portal; possui a maior imagem de concreto do mundo da Nossa Senhora (patrona do Brasil, Nossa Senhora Aparecida). Sendo inspirada e agora apoiada pela Ordem do Caminho de Santiago de Compostela.

AT: Considerando as fronteiras tripartites a sua consideração qual a maior demanda do turista que chega a Foz do Iguaçu?
No caso das Cataratas do Iguaçu (considerado uma das Sete Maravilhas da Natureza (ONU), turismo de compras, cultura, negócios, bem-estar, resorts de saúde, gastronomia, natureza, nascentes termais, o parque de atrações da cidade de Itaipu considerado o maiores do mundo, (rotas religiosas, monumentos e pluralidade de crenças),
Atualmente, devido ao Aquífero Guarani, é transfronteiriço o turismo de bem-estar, SPA e recreação aquática, além do geotermalismo, que é uma das grandes oportunidades atuais para o desenvolvimento de usos diretos deste segmento integrados aos demais, através dos banhos e cura de água (turismo de saúde, hidroterapia (SPA health resort)).

 

AT: Por sua consideração, o Festival das Cataratas pode ser considerado uma referência para o turismo mundial?
Dada à magnitude do evento, seu crescimento a cada ano, a diversidade dos segmentos de turismo, a representação de outros países (especialmente o MERCOSUL e a América Latina) e de todos os estados brasileiros; além da riqueza e variedade das atrações regionais, do interesse educacional e científico, esta feira acredito ser considerada uma referência do turismo mundial.

 

Back to top
The website encountered an unexpected error. Please try again later.