#

FIHAV 2017, dividendos favoráveis para o comércio e investimento em Cuba

06 de Novembro de 2017 12:46pm
coordinador
FIHAV 2017, dividendos favoráveis para o comércio e investimento em Cuba

Cuba se alçou com a maioria dos prêmios e mencões na edição 35 da Feira Internacional de Havana, como era informado na conclusão do evento, no Palácio de Convenções da capital onde a China era a segunda nação mais premiada e que obteve o prêmio para o melhor pavilhão em #FIHAV2017.   

Também foi anunciado que o país mais representado novamente era a Espanha, participante nestes lides da sua criação, e que no evento recentemente concluído ocupou cinco dos 25 pavilhões de ExpoCuba.   

Produtos modernos da maior das Antilhas próximo a esses do gigante asiático, de Rússia e Holanda, foram os mais distintos se salientar na sua apresentação, qualidade, desenho, inovação e impacto tecnológico. Em total receberam prêmios, medalhas de ouro, menções ou outros reconhecimentos, países como a Bélgica, Chile, China, Cuba, Espanha, Irlanda, Itália, Japão, Alemanha, México, Porto Rico, Polônia, Rússia, Venezuela e Suíça.   

O ônibus YUTONG e PANDA, com a televisão inteligente LCD curvo de 65 polegadas, eram alguns dos artigos chineses distintos, além dos troféus para a viatura KAMAZ e do caminhão URAL, ambos da Rússia, contanto que acresceram àquela lista, o calçado de segurança, de Holanda,; o Vinho Tinto Monte, de Chile; os Cigarros de Brascuba S.A, Cuba Rum e a Corporação Coralsa, de Cuba.    

Imediatamente de conclusão da Feira Internacional de Havana foram concedidas menções para os pavilhões de Venezuela e a França e se renderam Prêmios Especiais para o Pavilhão do Caribe e Porto Rico, para este último pela participação na amostra apesar dos danos sérios causados no seu território depois da chicotada do furacão María.   

O proprietário Cubano do Ministério de Comércio Externo e o Investimento Estrangeiro (Mincex), Rodrigo Malmierca, o presidente da Câmara de Comércio de Cuba, Orlando Hernández Guillén, e Abraham Maciques, do Grupo Empresarial Palco,  entre outros diretivos, funcionários e gerentes assistiram à cerimônia de Prêmios.   

Durante FIHAV 2017 que durou de 30 de Outubro até 3 de Novembro, foi realizado o II Foro de de Investimentos no qual foi apresentada a nova Carteira de Oportunidades de negócio com capital estrangeiro, contentiva de mais de 450 projetos (156 novos) e um capital finaceiro comprometido superior para os 10 700 milhões de dólares.   

Muito interessante foi, no último dia do evento em Expocuba, o lançamento do Diretório Comercial da maior das Antilhas 2017 - 2019 e do portal Web do Centro para a Promoção do Comércio Exterior e o Investimento Estrangeiro (ProCuba).   

Karen Alonso, chefe do Grupo de Promoção de Procuba, comentou que o Diretório é uma publicação bienal que aglutina o universo comercial do país, e resume os quefazeres de mais de 300 companhias importadoras Cubanas, exportadores e produtores de todas as filiais da economia.     

A convocação também foi feita para a XI Cume empresarial China- América Latina e o Caribe que será entre Novembro 30 e próximo dois de Dezembro em Ponta do Leste, Uruguai.   

Considerado um das bolsas comerciais de mais relevância a nível regional e mundial, FIHAV hoje se consolida e, pelos resultados favoráveis dela, augura contribuições promissórias para o avanço das relações econômicas internacionais do país que sofre os efeitos do bloqueio americano, agora recrudecidos com as políticas agressivas do governo de Donald Trump.   

A esta edição de FIHAV convergiram 3 400 expositores de mais de 70 países, além de uma vintena de delegações oficiais encabeçadas por ministros ou outros altos funcionários e várias dúzias de representantes de Câmaras de Comércio e outras agências e instituições promotoras da troca e a cooperação.    

FIHAV também é apreciado como uma ferramenta muito importante no fortalecimento das relações comerciais entre as nações e um espaço ideal mostrar as potencialidades econômicas deste arquipélago antilhano.  

Back to top