#

O Mundial de futebol mobiliza as viagens em grupo que aumentam 200%

18 de Junho de 2018 10:18am
coordinador
O Mundial de futebol mobiliza as viagens em grupo que aumentam 200%

Segundo dados de Grouping Hotels, único portal online para reservas de viagens em grupo, as reservas de viagens em grupo têm experimentado um aumento de 200% lógico devido aos traslados de fãs que decidem ir com amigos para animar a sua seleção. Este dado revela que se tem triplicado as viagens em grupo para Rússia a causa do Mundial de futebol.

Los três principais desafios que encontram os fãs ao quer trasladar-se com amigos para Rússia em grupo são:

1.- A dificuldade no momento de pagamentos grandes que supor o fato de arrendar vários quartos.

2.- A dificuldade de encontrar alugamentos para grupos porque os hotéis não respondem.

3.- O problema de conseguir vôos para grupos em rondas posteriores à primeira fase devido a que todavia não se sabe onde nem quando jogará cada Seleção classificada. Na Rússia a media de quilómetros entre uma sede e outra é de 1.000 pelo que os traslados se devem programar.

Grouping Hotels tem experimentado um incremento na gestão de viagens de grupos para Rússia de 200% com motivo do Mundial de Futebol.  Os clientes são principalmente espanhóis embora também se encontre tramitar viagens com origem em América Latina.

Zigor Lapera, Fundador de Grouping Hotels explica, “Os fãs que realizam estas viagens em grupo de amigos para ver a suas seleções escolhem principalmente uma ou dois sedes do Mundial: São Petersburgo e Moscou são as mais solicitadas. Se trata de grupos de amigos, principalmente homens. Isto supõe um problema mais porque que se buscam quartos duplos com camas separadas o que não sempre os hotéis compreendem e tem realizar gestões adequadas”.

O portal de reservas de viagens em grupo afirma que o setor hoteleiro em Rússia é menos flexível e diferente ao Europeu. “A comunicação é mais complexa, receber respostas por parte dos hotéis se têm transformado em uma tarefa difícil devido à complexidade da língua russa e às diferenças culturais. Por outro lado, no momento de realizar os pagamentos, os hotéis são muito mais estritos, as transferências internacionais são caras e alguns hotéis não permitem fracionamento para os pagamentos por pessoa de cada grupo nem por transferências individuais. O que é normal é pedir a quantidade total da reserva. De Grouping poremos a disposição dos viajantes todas as facilidades tanto para eleger hotéis preparados para grupos previamente supervisados por nós assim como sistemas de pagamento individualizado dentro do grupo ou uma web personalizada com todas as opções de hotel, traslados, trens e aviões para que cada membro do grupo poda valorar, eleger e pagar.”

O preço meio de uma viagem em grupo para ver o Mundial com todo incluído exceto as entradas para ver o encontro de futebol é 1.600€ com avião, deslizamentos e hotel incluído. Com as entradas para ver disputar o primeiro partido contra Portugal o preço é 2.100€

Trata-se de um preço meio habitual para os fãs que realizam turismo desportivo. Tanto para ver campeonatos internacionais de golfe, rúgbi ou os jogos olímpicos o preço meio se situa no rango dos 1600€ por pessoa.

O fã que quer viajar em grupo de amigos a Rússia para ver os encontros da seleção se gastará no avião uma meia de 700€ (Madrid-Moscou) e outros 130€ a cada dia em alojamentos. Ademais, não deve esquecer-se da necessidade de obter o visto que no caso da Rússia ascende a 35€ por pessoa. A estes gastos se tem que somar o preço da entrada e a alimentação mais outros gastos como os traslados etc.

As cidades onde se jogarão os encontros de Espanha: Sochi, Kazán, Kaliningrado. Em total mais de 7.000 quilómetros entre umas e outras pelo que os traslados de avião parecem obrigatórios.

É destacável que no ano de Mundial de Futebol, 8% dos espanhóis organizam suas férias de verão para viajar próximo da sede da competição para poder desfrutar e realizar turismo desportivo.

De acordo com dados publicados, as reservas para viajar para Moscou em Julho cresceram 390% com relação a outros anos.

Back to top