#

Rússia 2018: Dez estrelas do futebol em redes sociais

27 de Junho de 2018 11:51am
coordinador
Rússia 2018: Dez estrelas do futebol em redes sociais

A Taça Mundial de Futebol que acolhe a Rússia também se vive com grande intensidade nas redes sociais. A imediação, sem interposição e, especialmente, o enorme alcance que oferecem as plataformas digitais às convertem em um espaço ideal para os jogadores interagir em tempo real com seus seguidores e também para o aumento das suas grossas contas bancária, ao promover às marcas que eles patrocinam. O uso das redes sociais é tão habitual que, a dia de hoje os fãs assistem primeiramente a esses espaços para conhecer de primeira mão os critérios de seus jogadores favoritos; embora, os jornalistas utilizam as reações dos desportistas nos perfis em Facebook, Twitter e Instagram para sustentar as histórias que logo publicarão na mídia.

Trás algumas horas de que David De Gea cometera o torpe erro que abriu as portas para o segundo gol de Portugal no Mundial, o capitão da seleção espanhola, Sergio Ramos, decidiu mostrar seu apoio público para o porteiro, através de um tuit, onde escreveu: “Não se trata de não errar, se trata de não se render jamais. It's not about never failing, it's about never giving up. Em minha equipe sempre, @D_DeGea Always on my team. ¡Nós seguimos! / Let's keep it up. #VamosEspaña”. O jogador com mais seguidores nas redes sociais, o português Cristiano Ronaldo, compartilhou em Twitter sua felicidade trás ser nomeado o melhor do dolo contra Espanha: “Feliz por ter sido eleito o melhor em campo. Bom trabalho de equipe!”; embora, o colombiano James Rodriguez publicou um tuit de alento para seus companheiros, trás o surpreso revés enfrente de Japão: “Aos ganhadores os erros não os detém. Eles levantam a cabeça e esperam com paciência a próxima oportunidade para fazê-lo melhor. Eu confio em minha seleção”.

Como manuseiam as equipes as redes sociais durante o Mundial? A Federação Alemã pediu a seus futebolistas abster-se de publicar em seus perfiles durante a competição; os espanhóis indicaram “prudência”; entanto, os dinamarqueses sugeriram utilizar “o senso comum” e os suecos exigiram a seus representantes que “refletiram” antes de colocar no ciberespaço um conteúdo que pudesse ter um impacto negativo para a equipe. A agência de relações públicas ECCO realizou uma pesquisa que identificou as equipes do mundial com maior visibilidade em Facebook, Instagram e Twitter. Nesta lista sobressai Portugal, em grande medida pelo impacto que tem Cristiano Ronaldo:

1.            Portugal (360 milhões de seguidores)

2.            Brasil (350 milhões de seguidores)

3.            Espanha (333 milhões de seguidores)

4.            Argentina (282 milhões de seguidores)

5.            Alemanha (238 milhões de seguidores)

6.            Colômbia (226 milhões de seguidores)

7.            França (127 milhões de seguidores)

8.            Bélgica (103 milhões de seguidores)

9.            Uruguai (84 milhões de seguidores)

10.          México (74 milhões de seguidores)

O estudo também concluiu que os participantes do Mundial acumulam um total de 2,5 mil milhões de seguidores nestas três redes sociais e que 89% dos futebolistas estão ativos nessas plataformas. A mais popular parece é Instagram, porque 81% dos 736 jogadores que intervém na Taça manuseiam uma conta nela, onde acumulam 1,1 mil milhões de seguidores. ¿Quais são os 10 futebolistas mais influentes nas redes sociais? PanamericanWorld propõe acercasse para os jogadores que lutam pelo título mundial na Rússia e que têm uma vida online muito ativa. Ao analisar o ranking, partindo dos dados de Crowdtangle, nós encontramos que estas plataformas são uma prolongação da vida real, porque os atletas mais reconhecidos dentro do terreiro também são os mais seguidos nas redes.

Cristiano Ronaldo (Portugal / Real Madrid) / O português é o desportista mais seguido nas redes sociais, com 306 milhões, entre Twitter, Facebook e Instagram e também o que mais interações gera, com cifras realmente surpreendentes: Twitter, 13,4 milhões de interações; Instagram, 509,2 milhões e Facebook 47,7 milhões. Em seus perfiles, como acontece com todos os incluídos nesta lista, nós podemos encontrar uma combinação de conteúdos desportivos e pessoais, com outros de corte abertamente publicitário. O português cobra mais de 260 mil euros por publicar um tuit onde se menciona um de seus patrocinadores.

Neymar Jr. (Brasil / PSG) / O brasileiro confia em guiar à “Canarinha” para sua sexta coroa mundial. O debute foi pouco esperançoso, ao igualar com a Suíça, onde o dez recebeu todo tipo de golpes e deixo dúvidas sobre sua condição física, trás tantos meses apartado dos treinamentos, pela lesão ele que sofrera em um pé. Embora não mostrara seu melhor nível, o Brasil tem um enorme talento na lista, pelo que é previsível que a seleção sul-americana melhorará muito seu jogo. Neymar é muito ativo nas redes, onde gera 4,9 milhões de interações em Twitter, 279,2 milhões em Instagram e 10,3 milhões em Facebook.

Lionel Messi (Argentina/Barcelona) / O argentino falhou um pênalti que tivera dado a vitória à Argentina no primeiro partido contra Islândia. A imprensa em seu país, como tem sido habitual, foi muito crítica contra o capitão; porém, igual que tem acontecido em outras ocasiões, o grande culpável foi a equipe, incapaz de gerar ações ofensivas. Messi é virtuoso, mas não é mago. Ainda nós não sabemos por que, mas o certo é que o considerado por não poucas pessoas como o melhor futebolista do mundo não tem aberta uma conta em Twitter. Em Facebook sua pagina tem mais de 88 milhões de seguidores, que geram 29,2 milhões de interações; embora, seu perfil em Instagram produz 171,6 milhões de interações.

Sergio Ramos (Espanha/Real Madrid) / O capitão da seleção espanhola tem menos seguidores que outros nesta lista, mas seus conteúdos produzem milhões de interações, por isso ocupa a quarta posição. Estes são os dados: Twitter, 3,5 milhões; Instagram, 14,2 milhões e Facebook, 11,8 milhões,

Mohamed Salah (Egito / Liverpool) / Os egípcios confiavam em que seu capitão tivera um grande Mundial e que isso os ajudara avançar à seguinte fase; porém, o “Faraó” Salah chegou diminuído a Rússia, depois da lesão que sofreu na final da Liga de Campeões, contra o Real Madrid. Por tal motivo, não pôde estar no primeiro partido, onde sua equipe caiu pelo mínimo antes Uruguai. Depois, Salah entrou na onze como titular contra Rússia e marcou um gol; mas foi insuficiente, porque os locais marcaram em três ocasiões. Desta maneira, o Egito se converteu no primeiro eliminado de #Rússia2018. Nas redes sociais, Salah é um grande influente. As suas publicações em Twitter produzem 17,2 milhões de interações; em Instagram, 77,8 milhões e em Facebook, 17,2 milhões.

Paulo Dybala (Argentina / Juventus) / O argentino não parece entrar nos planos do diretor técnico Jorge Sampaoli, embora talvez a pobre imagem mostrada pela seleção albiceleste no debute antes Islândia faça mudar de opinião ao DT. Isso seria formidável para observar o talentoso jogador de a Juventus formar parceria com Messi. Nas redes sociais, Dybala é “crack”: em Instagram produz 86 milhões de interações, em Twitter, 1,1 milhões e em Facebook, 2,7 milhões.

Marcelo (Brasil / Real Madrid) / Até onde chegará o Brasil no Mundial de Rússia? Parte de essa resposta passa pelo que Marcelo consiga fazer no terreiro de jogo. O futebolista do Real Madrid não é muito ativo em Twitter, mas em Instagram suas fotos e comentários geram 80 milhões de interações e em Facebook, 3,7 milhões.

Andrés Iniesta (Espanha/ ex-Barcelona) / Iniesta será sempre lembrado como um brilhante criador de jogadas e também como o autor do gol que deu para Espanha sua única coroa mundial. Rússia marcará sua despedida da “Fúria Vermelha” e, de seguro, o talentoso meio-campista buscará deixar a melhor imagem. Nas redes, Iniesta produz 4,1 milhões de interações com seus tuits; 62,4 milhões em Instagram e 8,4 milhões em Facebook.

James Rodríguez (Colômbia/ Bayern Munique) / A Bota de Ouro do Mundial anterior tem muita mais pressão em Rússia. O fracasso contra Japão colocou a Colômbia em uma situação muito perigosa, assim que os fãs dessa equipe esperam que sua principal estrela consiga recuperar-se fisicamente para jogar de o primeiro minuto o seguinte dolo. James não é dos mais ativos nas redes sociais; porém, suas publicações atraem milhões de fãs: em Twitter produz 2,2 milhões de interações; em Instagram, 54,7 milhões e em Facebook, 7,6 milhões.

Paul Pogba (França / Manchester United) / O “Olho de Falcão” validou de imediato o gol que marcou Pogba e que resultou decisivo na vitória da França sobre Austrália. Os “Bleus” terão que melhorar seu jogo, mas, de seguro, ninguém se atreveria dizer que não são contendentes de força para o título mundial. Nas redes, Pogba gera 1,4 milhões de interações em Twitter, 57,4 milhões em Instagram e 1,6 milhões em Facebook.

Fonte: Panamerican World

Back to top